quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

I HAVE A MATCH!!!!!!!

É isso mesmo que vocês leram gente, finalmente eu posso gritar I HAVE A MATCH!!! Nossa, estou muuito feliz, sério!! Esse post veio um pouquinho atrasado, mas é porque eu queria esperar ficar oficial antes de qualquer coisa... Vocês entendem né?! Bem, vou começar a história pelo começo, então preparem-se para mais um longo post rs. No post anterior, eu comentei sobre duas possíveis famílias, e disse que quando tivesse news (boas ou ruins) viria contar. Felizmente são boas, muuito boas!!! Bem, vamos lá então. Depois de não ter dado certo com as duas primeiras famílias, uma seguida da outra, eu entrei em desespero (desnecessário, sim, mas não dá pra controlar rs), e comecei a adicionar todas as famílias do GAP. Para quem não sabe, o GAP, ou greataupair.com, é um site para procurar famílias, e para famílias procurarem Au Pairs. Eu super indico esse site, porque apesar de que muitas famílias não querem trabalhar com agências, é um ótimo meio de conversar com elas e treinar para futuras entrevistas. Enfim, todos os dias recebia um monte de emails de famílias dizendo "Not the right match for us", e uma ou outra me adicionava nos favoritos, mas a maioria não era pagante, ou seja, não conseguia conversar com elas. ATÉ QUE, no dia 05/12 recebi um email de que uma família havia me add nos favoritos, e essa mesma família era pagante e me mandou uma mensagem no mesmo dia me fazendo algumas perguntas, dizendo que tinham gostado do meu perfil e querendo marcar uma conversa no Skype. Eu reli o perfil deles, vi as fotos, e AMEI a família. Eles eram da Flórida, e tinham duas meninas, uma que faria 1 ano em março e uma de 2 anos. Lindas demais!! E, o melhor, eles tinham colocado no perfil que queriam trabalhar com alguma agência. Imagina só a animação da pessoa aqui né?! Respondi a mensagem deles toda animada, respondi as perguntas e disse que adoraria conversar com eles. Só que eu estava no Rio nesse dia, na casa da minha tia, e acabei demorando pra responder as mensagens e para conseguir falar com eles no Skype. Achei que já tinha perdido a família por causa disso, porque ela ficou chateada, e com razão. Mas cheguei em casa e mandei um email falando que estava muito interessada neles, e perguntando se ela ainda queria conversar. E, para minha felicidade, ela disse que sim!! Nossa, tive pouco tempo pra ficar aliviada, antes de ficar ansiosa para a ligação! Mais uma vez me tranquei no quarto com o note do meu pai e esperei ela ligar. E mais uma vez a ligação estava HORRÍVEL, estava cortando muito. Conversei um pouco com a host mom, e depois com a atual Au Pair (que, por sinal, é brasileira, ou seja, português rolou solto nessa hora, o que foi bom, ajudou a entender com a ligação tão ruim). Ela disse maravilhas da família, disse que eles a tratam como membro da família mesmo, e enfim, só elogios. Eu que já tinha amado a conversa com a mãe fiquei ainda mais encantada! Ficamos mais de uma hora e meia no Skype, e eu me apaixonei pela família! Marcamos para nos falar de novo no dia seguinte, na mesma hora. Gente, sério, acho que eu poderia ter tido 400 ligações e, em cada uma, ficaria ansiosa como se fosse a primeira! Mas lá fui eu de novo no dia seguinte, ela me ligou e adivinem? Ligação horrível de novo! Sério, achei que o problema era comigo rs. Mas conversamos por mais ou menos 1 hora, até que... A internet caiu! OMG, o que eu fiz pra merecer isso? Decidi me trancar agora no escritório de casa, expulsei minha irmã de lá (I'm sorry Carol) e conectei o cabo da internet direto no note, ao invés de usar o wi-fi, e liguei para ela de novo. GENTE, foi a melhor coisa que eu fiz na vida! A ligação tava ótima, o vídeo tava ótimo, e eu conversei bem melhor com elas (a mãe e a au pair) depois disso. Vi as meninas, que são as coisas mais fofas do mundo, e o cachorrinho. Quando desligamos, ela perguntou se eu podia conversar mais aquela noite, com o marido ela junto. Claro que eu podia né?! A conversa com o host dad foi mais curta, mas muito legal também! Vi toda a família junta, e eles são lindos demais!! Depois fiquei conversando mais com ela, mas as crianças, a au pair e o host dad estavam por perto. Eles são muito engraçados, sério mesmo, e muito legais! Eu fiquei pensando que era aquela família que eu queria!!! Isso foi dia 07/12. No final do Skype ela disse que me mandaria um email, marcando para a gente conversar de novo. Os dias se passaram, e tudo o que eu pensava é que eu queria aquela família!! rs SÓ QUE, para minha surpresa, dia 13/12 eu entro no meu email, uma coisa que eu faço muito desde que comecei essa jornada de Au Pair, e vejo um email da APIA dizendo que uma família estava interessada em mim. Fui olhar o perfil e eles pareciam muito legais. Eram da Califórnia (sim, sonho de muitas futuras au pairs!), e tinham duas kids, boy (4) e girl (2). A mãe mandou um email querendo falar comigo, e eu respondi que adoraria (sim, eu tava louca pela outra família, mas não podia simplesmente dispensar sem ter nada certo né?!). Nesse mesmo dia, a noite, conversei de novo com a família da Flórida. Foram quase três horas de conversa! Ela disse que estavam entrevistando outras meninas, e que tomariam uma decisão até o início de Janeiro. Só que, minha gente, eu também falei com a família da Califórnia, foram 2 Skypes muito legais, e se eles quisessem fechar comigo? O que faria? Então mandei um email para a família da FL (ela tinha me pedido para avisar se outra família entrasse em contato), e falei sobre essa nova família. Ela disse que eles estavam em dúvida se iriam pegar uma outra Au Pair ou se contratariam alguém que já estivesse nos EUA. Desanimei total nessa hora. Achei que já tava tudo perdido (drama queen rs). Então, dia 20/12, uma terça-feira linda e maravilhosa, recebo um email da família da FL perguntando se eu poderia conversar no Skype naquela noite. Eu disse que sim, e fiquei mais ansiosa que nunca, porque imaginei que eles me dariam uma resposta! Na hora do Skype, conversa vai, conversa vem, e ela disse que eles haviam conversado muito e que, se eu quisesse, que eu seria muito bem vinda na família deles, que ela acha que eu seria um bo match! Gente, eu fiquei TÃO feliz, que nem consigo dizer. Ela falou que eu poderia pensar, mas eu disse que já sabia a resposta, e que eu amaria ser a Au Pair deles! E é isso aí, depois de 5 Skypes de quase 2 horas cada e mais de 30 emails, exatamente 1 mês e 10 dias on, eu tive o tão sonhado match! Nem foi muito tempo, né?! E não é pra me gabar não, mas eu tive muita sorte com essa família! Eles são lindos demais, as meninas são muuuito fofas, eles são uns amores e adoram Bones (minha série preferida rs). O melhor presente de natal EVER! É claro que eles teriam que se inscrever na APIA, porque eles não eram da agência. E assim foi. Segunda feira recebi a notificação que eles estavam no meu perfil, e hoje recebi um dois emails mais esperados da vida de uma Au Pair, o de que eu tinha um match com a família tal, dizendo que eles me enviarão os documentos para o visto etc. Falando em visto... Torçam muito por mim, porque eu já to surtando com isso!!! Agora vou atualizar mais o blog, falar mais detalhes dessa minha jornada tão doida. Só não vou citar nomes da host family pra preservá-los, ok? Tenho certeza que todos vão entender :D Pra finalizar, quem leu até aqui merece umas dicas né?! Porque esse post até agora não teve nenhuma utilidade pública. A primeira dica completa o meu post anterior: caprichem no vídeo. Não teve uma única família que eu falei que não tenha elogiado e falado disso comigo. Mais uma coisa, essa família que fechou comigo deixou bem claro o quão difícil é encontrar alguém que queira ir pelos motivos certos. Ela ainda disse que amou que eu sempre respondi os emails muito rápido. E tenham a mente aberta gente, a família certa pode aparecer da forma mais inesperada. EU nunca coloquei fé no GAP (mas super indico, eu não paguei nada, e mesmo assim tive um match lindo!), eu nunca tinha pensado em morar na Flórida (apesar de não ter restrição de lugar), e eu nunca pensei em pegar crianças tão pequenas e nem ter cachorro, mas nunca pensei que ficaria tão feliz e tão segura com o meu match! Todas temos preferências, eu sei, mas dá uma chance para as famílias, só conversando é que vocês terão certeza. E acreditem, o tal feeling EXISTE mesmo, não sei explicar o que é, mas vocês vão saber quando encontrarem a família certa. Bem, é isso aí. Depois que marcar o visto venho aqui falar um pouquinho sobre isso, por enquanto vou aproveirar um ou dois dias de tranquilidade antes de surtar de vez de novo!! rs Ah, quase enqueci, embarcarei no dia 13/02, então se alguém for nessa data, não deixe de me dizer!! Acho que esse post bateu o récorde de tamanho né?! Então vou parar por aqui. Bom ano novo para todos, e que 2012 venha cheio de famílias, vistos e embarques!!! Bye bye.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Vídeo

Hello people, sumi né?! Pois é, andava meio sem novidades no processo, meu app andava mais parado do que o trânsito de São Paulo às 18h! Mas enfim, essa semana voltou à ativa com uma família muito fofa! Ainda estou conversando com eles, e também com uma família que achei no GAP (pra quem não sabe, um site muito útil de se achar famílias, greataupair.com). Não vou entrar em detalhes por enquanto, ok? Mas assim que tiver novidades, ou boas ou ruins, eu venho contar! Vamos torcer para que sejam boas... rs Hoje vim aqui pra falar de um assunto muito importante para todas as futuras Au Pairs, e que deixam muitas meninas de cabelo em pé... O VÍDEO. Pois é, até onde eu sei todas as agências pedem que a candidata faça um pequeno vídeo de apresentação, falando um pouco sobre si, sobre as experiências, sobre a família, enfim, sobre o que bem entender. Eu, como a maioria, fiquei doida na hora de preparar o bendito. Deixei por último, e só fiz quando não tinha mais escapatória. Ia entregar meu app e fazer o ITEP na segunda-feira (quem não leu e quiser acompanhar a jornada, clique aqui e aqui), e deixei para começar o vídeo no sábado. É claro que já tinha lido milhares de blogs, anotados infinitas dicas e pensado muito sobre o que queria fazer, mas não é tão simples assim. Optei por fazer o meu vídeo bem simples, e achei que não tinha ficado muito bom, mas como recebi elogios de todas as famílias, decidi vir aqui e postar minhas próprias dicas. É claro que eu não sou nenhuma expert em vídeos, mas quis passar minha experiência pra quem está nessa fase nada legal do processo. Comecei o meu projeto fazendo um roteiro, tipo de novela mesmo, com as falas e tudo rs. A APIA diz que o vídeo não pode passar de 3 minutos, ou seja, é muito pouco tempo pra alguém que não consegue resumir um texto (vocês sabem, posts gigantes e tudo o mais). Quis fazer um resumo da minha carta, mas como compactar as minhas 1200 palavras em 3 minutos? IMPOSSIBLE! Então refiz meu roteiro mil vezes, cortando algumas coisas, e depois falando contando no relógio quanto tempo dava. Era patético de ver, ok, mas vamos deixar esse detalhe pra lá. No fim meu projeto ficou assim: 1º: apresentação. Falo meu nome, idade, cidade, com quem moro etc. Enfim, uma coisa bem básica, nada muito longo. 2º: experiência. Primeiro falei sobre minha experiência como teacher, depois como nanny. Expliquei um pouquinho de cada uma, como sempre fazendo um esforço imenso pra ser breve. 3º: características pessoais. Falo um pouquinho de mim, do que gosto de fazer etc. 4º: família. Falei da minha família, que é muito grande, e imendei falando de experiências que tive com meus primos. 5º: razões para ser au pair. Aqui é a hora de você repetir aquilo que já falou um milhão de vezes durante esse processo. Falei as minhas razões pra escolher esse programa. 6º: família. Mostrei minha família aqui. Acho que isso ficou bem legal, meus pais e minha irmã falaram um pouquinho sobre mim. Minha mãe nem fala inglês, mas aprendeu um pouquinho pra poder participar. 7º: encerramento. Esse foi meu roteiro de vídeo. É claro que eu escrevi o que ia falar, mas não fiquei decorando muito pra não ficar falso. Mas é preciso ter uma noção do que você quer falar, right? Se seu inglês não é muito bom, treina bastante, pede ajuda pra alguém que sabe melhor, pra ver se a pronúncia das palavras estão certinhas. Não precisa falar fluente, of course, mas eles precisam entender o que você quer dizer. Eu tinha uma professora de inglês que dizia que, às vezes, para eles, ouvir um brasileiro falando inglês é como a gente ir na 25 de março e ouvir os coreanos falando português rs. Nem sempre dá pra entender tudo, não é? Bom, depois que eu tinha meu roteiro, decidi pegar algumas dicas que eu achei legal e quis usar. Agora vou passar pra vocês, acrescentando algumas que eu mesma criei rs. A primeira coisa que eu diria é essa do inglês que falei acima. Acho importante. Se você não fala bem, é claro que não vai decorar tudo e fazer eles pensarem que você é fluente, MAS, um pouquinho de treino não mata ninguém, né?! Outra dica que eu tenho é: na hora de falar de você, seja honesta, mas sensata! Se você é uma baladeira de plantão, não fale isso no seu vídeo. Pra mim foi fácil falar a verdade, porque eu não sou mesmo muito de balada. A palavra chave aqui é senso. Equilibre as coisas. Não invente ser uma coisa que você não é, mas também não exalte seus defeitos, enfatize suas qualidades. :D A terceira dica completa a segunda: não vá dizer que você quer ir para os EUA para viajar, ir para a balada e arranjar um marido rico. FOCO. As famílias estão procurando alguém para tomar conta dos filhos deles. Só pensem se vocês se contratariam caso vissem os seus vídeos. (Essas coisas parecem bobas, mas eu conversei com uma família que enfatizou muito sobre a au pair querer ir pelos motivos certos, então não custa nada passar pra vocês). Pra quem tem um motivo sério, como eu, que quero melhorar o inglês, e a maioria das meninas, isso não é problema. Mas é sempre bom lembrar que você vai para trabalhar, o resto é no tempo livre! Outra dica é que, se você for usar música, não coloque enquanto você fala, por mais baixa que seja pode atrapalhar. Coloque algumas fotos para ilustrar o que você diz, mas não deixe o vídeo todo só com fotos. Eles querem ver você! E lembrem-se: muitas vezes, o vídeo é sua porta de entrada, a primeira coisa que as famílias vão ver, então caprichem e boa sorte! Para editar usei o programa Pinnacle VideoSpin, que foi muito bom, e bem simples de usar. O problema é que, depois que o vídeo estava pronto, eu vi que ele não salvava em nenhum dos formatos aceitos pela APIA. Desespero total gente, sério! Então salvei em outro formato, e usei outro programa que eu tinha aqui pra salvar em AVI e diminuir o tamanho. O programa é o VirtualDub, bem legal pra quem precisa compactar os vídeos e salvar em outro formato. Bem, acho que essas são as minhas dicas. No fim o meu vídeo ficou com 3 minutos e 22 segundos, mas a APIA aprovou. E sério, não é pra me gabar não, mas as famílias adoraram! Eu fiquei realmente com medo por estar muito simples, mas deu certo. Como diz meu pai, a beleza está na simplicidade. rs Well, acho que todo mundo só leu até aqui (se é que alguém teve paciência pra ler tudo isso), para ver o vídeo, então vou postá-lo aí em baixo. Espero que vocês gostem, e espero que seja útil! Outro dia faço um post sobre a carta também, que também acho super importante. Desculpem pelo post imenso (de novo) rs. Mas eu não consigo me conter! Beijinhoos, e até a próxima (que eu espero que possa ser "I have a match"!) rs. video PS: Não reparem em quantas vezes eu disse "Well" durante esse vídeo! Aposto que repararam né?! Se não, aposto que vão ficar curiosas agora rs. Bye bye

domingo, 27 de novembro de 2011

As primeiras famílias

Bem pessoal, depois do último post super melodramático, mas verdadeiro, sumi um pouco né?! Mas hoje voltei com novidades, boa e ruim... A boa é que apareceram famílias no meu app!! E a ruim é que nada de match... :/ Bem, a história é a seguinte... Exatamente 6 dias depois que eu fiquei on apareceu a primeira família do app... Noooossa gente, vocês não tem ideia de quantas coisas passam pela nossa cabeça nessa hora: euforia, nervosismo, felicidade, ansiedade, mais nervosismo... Enfim, é uma sensação maravilhosa e única!! Eu comecei a pular de felicidade na cadeira e chamei minha família para ver, nossa, foi muuito bom. A família era linda demais, com 3 kids, girl de 2 anos e twins boy e girl de 4 anos. Eles são de Massachussets, 10 minutos de Boston. Eu confesso que nunca tinha pensado em MA, mas quando comecei a pesquisar a cidade me apaixonei!!! Fiquei como imagino que todo mundo fique com a primeira família: aquela sensação de "É ESSA". Para me deixar ainda mais nervosa vi que eles haviam mandado um email no mesmo dia, falando que tinham recebido meu app da APIA e que tinham ficado impressionados, e que queriam conversar comigo no skype para nos conhecermos "face to face" (nas palavras exatas deles). Eu acho que nunca demorei tanto pra escrever um email, sério!! Fiquei pedindo opinião para o povo aqui em casa até escrever um que achasse que estava bom. Disse que adoraria conversar, agradeci pelo contato, etc e tal. Detalhe aqui: estava liberado para mim a carta e as fotos deles, e eles pareciam perfeitos mesmo, sério, ameei a família!! Então enviei o email e depois fiquei atualizando o meu de 2 em 2 minutos para ver se tinham respondido. Enfim, as horas passaram, os dias também, e nada de resposta... E eu aqui, quase tendo um ataque de nervos. Mas fui desencanando na medida que os dias passaram. O que me deixava confusa é que eles nem respondiam, nem saíam do app. Estranho, muuito estranho. No final concluí que deviam estar ocupados com o Thanksgiving e fiquei esperando. Eis que uma semana depois que eles entraram no app eu chego do trabalho bem tranquila, olho meu email e lá está uma mensagem da APIA que tinha OUTRA família interessada em mim. SURTEI!!! Sério, entrei na hora no site para ver (aos protestos do meu pc velho que não queria agir tão rápido quanto eu queria que ele agisse). A família era de New York, pertinho de Manhatan. OMG!! Lugar dos sonhooos! E para melhorar eram duas girls, 6 e 9 anos, as idades que eu amoo!!! Li a carta, vi as fotos e, de novo, fiquei pensando "É ESSA". Rs acho que vou pensar isso com todas que apareceram. Ah, nisso a outra família ainda tava no app. Enfim, essa family de NY não tinha mandado email ainda, mas a Host mandou um logo depois de eu ter visto o perfil deles, querendo marcar Skype para O MESMO DIA, não, DALI A POUCO! Não tenho palavras para descrever o nervosismo. Eu tremia, de nervoso, de frio, e olha que nem tava frio naquele dia. Passei uma maquiagem básica (porque ninguém merece a cara de quem acordou às cinco da manhã e deu aula a manhã toda, depois de 2 horas e ida e 2 horas de volta dentro de um ônibus). Coloquei uma blusa de manga comprida, porque literalmente eu tremia de frio, me tranquei no quarto com o note do meu pai e liguei o Skype. E imaginem minha cara quando vejo que ela já tinha add e mandado uma mensagem para eu aceitar para podermos conversar. Fiquei online e 5 segundos depois ela ligou. Respirei fundo e atendi. Mas o nervoso era tanto que, na hora de atender, coloquei "atender sem vídeo". Burra! Burra! Burra! Ela disse que não conseguia me ver, e eu pedi um minuto, mas não achava onde ligar a porcaria do vídeo! Gente, que desespero! Agora parece engraçado, mas na horra foi um show de horrores pra mim. Finalmente consegui ligar o vídeo e começamos a conversar. A ligação tava HORRÍVEL, cortando demais, e eu não conseguia entender tudo o que ela falava por isso. Sorte que, em modéstia parte, eu me garanto com o inglês e isso ajudou muito na conversa. Eu não tinha treinado, porque foi inesperado, mas eu consegui responder tudo direitinho. Conversamos por quase 40 minutos e, no final, ela disse que tinha gostado muito de mim e perguntou se eu podia entrar no dia seguinte, na mesma hora, para falar com o marido dela. Clarooo que eu podia né?! No dia seguinte entrei e conversei com ele, e até a menina mais velha apareceu para dar um "Hi". Pena que eles tavam sem webcam (eles, dessa vez), e eu só ouvi, mas não vi nada. Eu adoreeei a família, acho que não senti o tal feeling, acho que quando sentir eu vou saber. Mandei um email depois agradecendo a conversa e fazendo algumas outras perguntas, e ela me respondeu tudo e disse que entraria em contato. Isso foi na quinta-feira. Ontem eu entrei no app, só para conferir as coisas, e eles não tavam mais lá. Nossa, fiquei muuito decepcionada! O pior é que eles não mandaram nenhum email, nada, nem para justificar. Querem saber o que eu fiz? Mandei eu mesma um email, dizendo que tinha visto que eles não estavam mais com o meu app, e que desejava sorte e essas coisas. Eles responderam falando que fecharam com outra menina, mas que eu encontraria uma famíia logo... Nossa gente, é uma sensação muito ruim, de decepção. A nossa cabeça sabe que é raro ter match com a primeira família, mas como explicar isso para o coração? (sintam o drama rs). Mas é sério, muito ruim isso. Hoje então fui fazer vestibular da FUVEST, e a única coisa que conseguia pensar durante as 90 questões era em como eu preciso de uma família logo. Cheguei em casa, fui olhar meu app e adivinhem a grande surpresa? A outra família também saiu!! Aaah, eu mandei um email pra essa também, muito gentil e coisa e tal, e ela respondeu dizendo que estivera muito ocupada (como eu imaginei) e que tinham decidido fechar com uma menina brasileira que já está nos EUA extendendo o ano. Acho que ainda estava meio anestesiada com o "não" de ontem e fiquei triste, of course, mas não tão desesperada como ontem. Essa família também elogiou muito meu vídeo e o app e disse que logo logo vou arranjar uma "lucky family" (palavras dela). Acho que ela foi tão fofa no email que eu não consegui ficar com raiva rs. Mas é isso aí, agora começar tudo do zero! Pelo menos agora eu já tenho mais experiência com Skype e já sei que é para "atender com vídeo" rs. Tudo é aprendizado né?! Conclusão das coisas: há 3 dias eu tinha duas possíveis famílias, e hoje não tenho nenhuma. É, essa vida de futura Au Pair é cheia de altos e baixos né?! Acho melhor eu me acostumar com isso. Até que, no geral, as coisas estão indo bem, eu acho. Em menos de 2 semanas on fiquei com 2 famílias no app. Espero que continue nesse ritmo! Por hoje é "só" isso que eu tenho, pessoal. Boa sorte pra todas nós que decidimos embarcar nessa loucura!! Bye bye.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Why God, why?

Essa frase, inspirada no meu querido Joey, de Friends, foi a única que me veio à cabeça para esse título. Infelizmente não venho com nenhuma novidade sobre o meu processo de Au Pair, e esse post é mais um desabafo do que um post de utilidade pública. OMG gente, por que tem que ser tão difícil esperar? Por que é impossível simplesmente continuar a nossa vida normal como se nada tivesse acontecendo? Esperar com calma e ouvir o conselho de todos que dizem para não ter pressa? Pois é gente, estou passando por um momento de ansiedade extrema, e só depois de ficar online é que eu percebi o que é ficar ansiosa de verdade!! Eu acordo pensando em Au Pair, passo o dia pensando em Au Pair, vou dormir pensando em Au Pair e sonho com o programa Au Pair! Ninguém merece, né?! Nem na inconsciência eu escapo! Nem ler todos os livros da série Harry Potter pela 10ª vez tá ajudando (em 5 dias acabei os 3 primeiros livros), nem ficar fazendo palavra cruzada... Nada funciona rs. Vocês devem me achar muito dramática, afinal, 5 dias on é muito pouco. Minha cabeça sabe disso, mas vai fazer o coração entender? É ridículo, dá a maior sensação de reijeção entrar email 50 vezes por dia que não ter nenhuma notificação de família interessada. Patético né?! Mas é assim mesmo... Quem está na mesma que eu sabe, quem já passou sabe, e quem ainda não passou se prepare, porque não é brinquedo não!! rs Não sei se a falta de família é por causa do pouco tempo on, porque meu app não tá muito atrativo ou porque o movimento de famílias tá fraco mesmo... O que eu sei é que estou surtando!! (exagerada rs) Como eu sei que falar do programa aqui em casa magoa meus pais, eu evito dividir essas coisas com eles. Tento parecer calma e apelo para vocês que estão no mesmo barco que eu, mas até minha mãe percebeu que eu to distraída, simplesmente porque hoje eu fui trocar as roupas de cama e acabei forrando a cama sem trocar os lençóis rs. Pois é, mas eu to sempre com a cabeça muito cheia de Au Pair, o que eu posso fazer? A única coisa que eu penso quando não to atualizando o email é que preciso olhar o email rs. Ai gente, não é mole não, sério. E olha que eu sempre fui a pessoa mais calma e paciente que eu já conheci... Mas esse programa me tira o sossego. É claro que eu apelei para o GAP e outros sites, mas quando recebo um "We are interested" a família não é pagante, e quando é pagante só recebo "Not the right match for us". Parece que é de propósito para testar a paciência né?! Mas o jeito é esperar. Esse post foi mais um desabafinho, porque eu AMO escrever e sempre me faz sentir melhor, mais leve. Bem, por hoje é isso. Força aí meninas, para todas nós. E eu espero que o próximo post possa ser "A primeira família", e que não demore muito. Até lá... Eu apelo para O Segredo, me concentro no programa com todas as minhas forças rs.
"Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo." Paulo Coelho
Beijinhoos, e até a próxima!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Estou online!!!!!

Aaah, finalmente posso postar isso gente!! Hoje eu acordei pensando: "É hoje que vou ficar online". Por que eu achava isso? Porque hoje faz exatamente uma semana que saiu o resultado do ITEP, e, pelo que eu tinha visto, era o tempo mais ou menos que demorava. Mas vou começar a história do começo... Sexta feira passada (dia 4) notei uma pequena diferença no meu app: o vídeo estava como approved. Fiquei muuito feliz, tava com medo de não aceitarem porque no site da APIA deixam bem claro que não pode passar de 3 minutos, e o meu tinha 3 min e 22 seg. Eles também dizem para não colocar fotos, e eu coloquei. Mas enfim, deu tudo certo. Vídeo aprovado (depois faço um post sobre meu vídeo). Nem preciso dizer que todos os dias eu entrava de 5 em 5 minutos no app pra ver se tinha alguma mudança né?! Até torci para o fim de semana passar rápido, nunca pensei que ficaria feliz ao começar uma segunda feira (porque fim de semana agência não revisa app). Mas nenhuma mudança acontecia. Não aprovavam nada, não mudavam nadinha. Fui ficando maior desanimada, achando que ia demorar séculos pra ficar on. Mas então hoje acordei com esse feeling de que hoje seria o dia. Cheguei em casa do trabalho e corri pra olhar o email e, é claro, o app. Não tinha nada em nenhum dos dois. Um tempinho depois entrei no email de novo (sim, desesperada que checa o email um milhão de vezes por dia) e tinha uma mensagem da APIA. Fui correndo olhar, toda animada, e era só um email me pedindo pra mudar algumas coisinhas no app. Fui lá mudar o que pediram e vi que as referências estavam todas approved, as fotos também, tudo lindoooo. Mudei o que pediram e esperei. Nem consegui tirar o meu soninho da tarde (porque quem levanta as 5 da manhã e dá um monte de aulas com 30 crianças em cada sala merece), super ansiosa!!! Então levantei e vi o tão esperado email: "Dear Thais, You have been accepted onto the Au Pair In America program. Please log into the Au Pair in America website regularly to view any updates about your application. You will also find lots of useful information about matching with a host family and life in the US. Please feel free to contact us with any questions and we hope to find you a great host family soon. Kind regards, Au Pair in America" Entrei correndo no app e percebi as mudanças. Agora tem um item chamado "Your Acceptance", onde tem todos os passos que eu vou percorrer, dicas para entrevista com a Host Family etc. Além disso, agora logo que abro o app tem a mensagem: "Congratulations on being accepted to participate on the Au Pair program! Your American Adventure starts here! Your application is now being circulated to host families! Click on Your Acceptance for details on the next steps you now need to take." Nossa, não to nem acreditando ainda!! Eu sei que não parece tanta coisa, mas dá a sensação de que agora é sério, que a qualquer momento a minha futura host family vai ler meu app e vai gostar. É uma sensação muito estranha, sério. Agora vou preparar possíveis perguntas e respostas para entrevista, pra não ser pega de surpresa!! O jeito é esperar agora né. Uma observação: não ligaram para nenhuma referência minha, simplesmente colocaram approved e me deixaram on. Realmente não entendo quais são os critérios para decidir se liga ou não. O bom é sempre deixar a pessoa ciente de que eles talvez liguem, eu fiz assim. :D Bem, por hoje é isso. Queria dividir com vocês que estou muuuuuito feliz, e que sempre que eu acho que não dá pra ficar mais ansiosa, eu percebo que tava enganada!! rs Bye people.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

ITEP (resultado)

Pois é gente, o próximo post não foi "Estou online", senão eu teria batido um récorde de rapidez né?! rs. Mas mesmo assim venho com novidades. Cheguei hoje em casa do médico e fui direto checar o grupo Au Pair no facebook (of course) e meu email, para logo depois abrir a página do meu app, coisa que tenho feito sem parar desde segunda feira, mas sem realmente esperar mudanças, já que faz tão pouco tempo. Então imaginem minha surpresa quando abro meu email e tchanaaaaan, vejo uma mensagem da APIA dizendo: " Dear Thais Oliveira da Costa,
Thank you for taking the Au Pair in America iTEP (English Test) on 31/10/2011. You can now view your results and print your certificate by logging into your Au Pair in America Participant Site and going to the Uploads area. Your certificate is located under “Other Documents”.
Thanks,

Au Pair in America"

Nem preciso dizer que eu surteeei na hora, comecei a pular na cadeira e fui correndo abrir meu app pra ver o resultado. Fiz o ITEP na segunda-feira, nunca que eu esperaria o resultado hoje, 3 dias depois. Foi muito rápido, nem tava esperando.
Abri o site e lá estava o resultado. Fiquei no nível Advenced Low, nota 5. Para quem não sabe, as notas da APIA vão tem 0 a 6, e a candidata precisa de, no mínimo, 2 para ser aprovada.
Cetificado do ITEP

Pois bem gente, por hoje é isso Post bem rapidinho porque to meio sem tempo pra escrever agora. Só queria compartilhar minha surpresa com vocês. Espero que tudo continue nesse ritmo, beeeem rapidinho rs.

Eu vejo uma novidade como essa e fico tão, mas tão feliz, que nem sei dizer, mas ao mesmo tempo aumenta a ansiedade, o medo... Ah, sei lá. Só quem sente entende, e tenho certeza que todas as Au Pair e futuras entendem isso, parece que as coisas vão ficando mas reais, e isso assuta e anima ao mesmo tempo.

Por hoje vou ficando por aqui, e agora sim, espero que o próximo post já possa ser "Estou Online". rsrs

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

ITEP e CPI

Eu sei que faz tempo que não posto aqui, mas não abandonei o blog não, tá?! Acontece que a minha vida de futura Au Pair estava meio parada e sem novidades e, além do mais, estava na maior correria atrás de todos os documentos e referências para entregar o app. Mas finalmente, depois de um fim de semana fazendo o vídeo, a última coisa que faltava e que foi um parto pra fazer (mas isso é assunto pra outro post), hoje finalmente fui na Experimento entregar a documentação toda e fazer o ITEP e o CPI. Para as futuras Au Pairs que estão pesquisando e não sabem do que se trata, aí vai: ITEP é o teste de inglês da APIA, e o CPI é um teste psicológico. Bem, cheguei na agência, entreguei a papelada toda e a minha orientadora viu que eu tinha escaneado o formulário médico sem endereço. Distraída? Imagina... Aí lá vai eu colocar o endereço para ela escanear tudo de novo, tadinha. Mas deu tudo certo. Well, papelada toda certinha, então o próximo passo era o teste. Subimos para uma salinha e ela começou a fazer uma entrevista em inglês, perguntando por que eu queria ser Au Pair, que atividades eu gosto de fazer com crianças, que tipo de relacionamento eu tenho com a minha família, e várias outras perguntinhas desse tipo. Foi bom, porque essa conversa "informal" me ajudou a relaxar e a ficar bem mais calma. Depois era a hora do ITEP. Eu já tinha lido vários blogs que explicavam como era o teste, e, sinceramente, achei bem simples. Começa com alguns diálogos curtos seguidos de perguntas, nas quais você tem que marcar a resposta certa. Depois dois diálogos maiores, também seguidos de perguntas. Essa perte é muito simples, dá pra entender tudo o que eles falam bem direitinho. Depois vem a perte do speaking. Eles fazem duas perguntas. Na primeira você tem 30 segundos pra pensar e 40 segundos pra responder, e na segunda 40 segundos pra pensar e 1 minuto pra responder. As perguntas que cairam pra mim foram: 1ª) Se um amigo fosse te visitar na sua cidade, aonde você o levaria? (algo assim). 2ª) Fale sobre um filme ou um livro que você gostou e o que você aprendeu com ele. Essa parte foi mais complicadinha porque tem pouco tempo pra pensar, mas dá pra responder. Enfim, acho que passei, e espero que com uma nota muuito boa (as notas vão de 0 a 6, e eu quero no mínimo um 5) rs. Quando sair o resultado (a minha orientadora disse que até 15 dias ÚTEIS) eu conto pra vocês. Bem, quando acaba o ITEP chega a vez do CPI, que nada mais é que 260 (sim, você leu certo, 260) questões para você marcar verdadeiro ou falso. Mas, pelo menos, esse é todo em português. O intuito desse teste é ver se você não entra em contradição, uma vez que tem várias perguntas iguais escritas de formas diferentes. Eu fui bem sincera, achei que seria melhor pra não me contradizer. Well, não sei dizer quais são os critérios de avaliação para os testes, mas sinceramente espero que eu tenha me saído bem. Torçam por mim!! Espero que o próximo post seja "Estou online" e que não demore muito... Queria só deixar registrado aqui o quanto estou ansiosa!! Cada passo dado me deixa mais ansiosa, e tenho certeza que só tende a piorar hehehe. Bem, vou ficando por aqui. Espero que o próximo post seja "Estou online" e que não demore muito pra isso... Boa sorte para todas que farão esses testes, e espero que eu tenha ajudado um pouquinho. Minha dica: fiquem calmas (pelo menos na medida do possível né). Como eu não sei escrever pouco, o post ficou imenso de novo. :D Bye bye.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

1º Post - Escolhendo a agência

Hello people. Bem, desde que decidi embarcar nessa de ser Au Pair eu quis fazer um blog, mas fiquei adiando. Agora decidi parar de enrolar e criar um. O primeiro post vai dedicado aquela primeira dúvida que atinge toda futura Au Pair: que agência escolher? Eu escolhi o programa Au Pair em Novembro/2010. Desde lá pesquisei sobre o programa e, é claro, sobre as agências. Eu perdi as contas de quantos blogs li, de quantos sites entrei, de quantas vezes perguntei qual era a melhor. Eu tentava calcular qual tinha menos rematch, qual demorava menos pra ficar online, qual demorava menos pra ter match, etc etc etc. Até certo dia, em Agosto de 2011 (isso mesmo, demorei né?!) decidi seguir os conselhos de todos e ir visitar uma por uma. Marquei uma palestra na CC e fui com a minha mãe. Resultado: eu cheguei lá e a mulher nem sabia que teria palestra, mas montou tudo na hora e nos atendeu. Disse tudo o que eu já sabia sobre o programa (sério, dica aqui: pesquisem bem antes de ir na agência, é melhor quando você já sabe o que eles vão falar, assim dá pra analisar melhor rs), mas foi bom, porque ela tirou todas as dúvidas da minha mãe e a deixou um pouquinho mais segura. No final da palestra eu preenchi um cadastro e ela ficou de me mandar o app online pra eu preencher. Bem, vamos dizer que eu estou esperando ela me mandar até hoje. Conclusão: CC eliminada, ela pareceu meio perdida e eu não me sentiria segura deixando meu intercâmbio nas mãos dela. Em seguida fui na Experimento, e eu adoreeei tudo lá. A menina que me atendeu é ex au pair, ela foi muito legal, me respondia os emails com dúvidas na hora e me fez sentir super segura lá na agência, foi super profissional e competente, e nem de longe tentou me vender a idéia de um programa perfeito. Experimento continuou no páreo. Pra desencargo de consciência fui na STB. Cheguei lá e demoraram uma hora pra me atender, isso que eu tinha ligado antes perguntando se tinha que marcar hora e eles falaram que não. Quando fui atendida as meninas estavam mais perdidas do que cego em tiroteio, ficava uma perguntando para a outra coisas básicas sobre o programa. Tive a impressão que eu sabia mais sobre au pair do que elas. Nem preciso dizer que a STB saiu da lista, né?! Então tomei a decisão, fui na Experimento e fechei com eles, e vou dizer uma coisa, até hoje não tive motivos pra reclamar. Minha agente é um amor e responde os emails super rápido, me ajuda em tudo o que ela pode. Well, qual é minha dica, então? Pesquisem bastante, sim, mas vão em cada agência pra ver com qual vocês se sentem mais confortáveis, mais seguras, só assim dá pra decidir. Eu decidi visitar só essas três, mas, se vai fazer vocês se sentirem melhor, visitem todas, até ter certeza. No final das contas, as agências americanas são todas iguais, o programa é o mesmo, mas, na minha opinião, suporte ainda aqui no Brasil é muito importante. PS: todos os fatos citados acima são só a minha experiência. Todas essas agências são boas, mas eu não tive sorte nas filiais que eu fui. Não vou citar de qual cidade essas filiais são, ok people? Bem, espero que meu primeiro post tenha sido útil pra quem está nessa fase que, de certa forma, é a primeira grande dúvida de muitas que teremos pela frente. Bye bye, e até a próxima.